Pages

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Sexta-feira da Paixão do Senhor


À tarde da Sexta-feira Santa apresenta o drama imenso da morte de Cristo no Calvário. A cruz erguida sobre o mundo segue de pé, como sinal de salvação e de esperança.
A Igreja concede uma Indulgência plenária aos que hoje participam piedosamente da veneração da Santa Cruz e beijam devotamente o Santo Lenho (cf.: Enchiridion Indulgentiarum, nº 17).
Sexta-feira
Chegamos a um dos cernes desta semana em que, para muitos, este dia é considerado o principal; não ao nosso olhar, mas tendo em vista que ele abre para o dia seguinte à leitura do homem perfeito, isto é, um homem feito e experimentado pelo sofrimento e isso não de maneira divina somente, mas, sobretudo, de modo humano bem concreto.
Este dia, segundo São Marcos, é o dia da redenção e remissão. Mesmo sabendo que o grande causador da morte de Jesus foi ele próprio, não obstante, poderia ter se esquivado de tudo o que via e ouvia de errado em seu povo; mas o interessante é que a morte de Jesus não foi de substituição. Desta compreensão deve nascer à noção de sacrifício, isto é, todo o feitio de Jesus foi um "sagrado ofício" em louvor do Pai, pela salvação de muitos, mas não de todos - para isso é que veio ao mundo (cf.: Jo 1,8).
Importante aqui é ler estas duas palavras: "Muitos" e "Todos". A morte de Jesus, mas não do Cristo foi um benefício de muitos. Isto é bem claro, desde o seu nascimento, em que habitou num meio de uma raça bem específica, concreta, e esta raça tendo a primazia sobre os outros povo, o cunho político fica clarificado. A libertação tão esperada foi primeiramente para o povo de Israel, que desde o Antigo Testamento se preparava para este momento. Porém, a compreensão de libertação estava entendida no aspecto de escravatura para com um senhorio.
O que Jesus traz é o entendimento que a salvação vem de Deus e que passa pela humanidade e que é feita com o tempo. Por isso São Paulo afirma que Jesus é o homem perfeito, no qual se revela Deus e que é Senhor para a glória de Deus Pai (cf.: Fl 2,6-11). Descobrir isso deve ser a busca de todo aquele que se faz seguidor dos seus passos, carregando também a sua cruz.
Assim, a Sexta-feira Santa traz consigo um convite à reflexão, onde cada indivíduo repensa sobre seus atos, confrontando com os ensinamentos e com a vida de Jesus. Por isso, a Igreja recomenda fazer jejum e abstinência de carne: para lembrarmos que dependemos de Deus!

Cristo celebrou a Páscoa e instituiu a Eucaristia; nós cristãos de todo o mundo devemos comemorar a sua Morte e a sua Ressurreição, pois "o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (cf.: Jo 1,29) deu a sua vida por amor a nós!

Para nós, reviver essa parte do Evangelho é voltar o pensamento para refletir sobre o amor de Deus pela humanidade. Uma vez que a Paixão de Cristo remete à prova maior do amor do Pai, que entregou seu Filho amado pela salvação dos homens. Toda atenção e detalhamento que Marcos faz em sua narração, demonstra a tamanha preocupação com cada instante final de Jesus (cf.: Mc 15,17-47), que se torna um convite para os adeptos do Cristo, fazendo retomar o alerta da terça-feira: "Vigiai!" (cf.: Mc 13,37). 

Reflexões Franciscana

Presa em Pedrinhas enfermeira ligada a Roseana Sarney e Ricardo Murad

Do Blog Marrapá

1653355 1461034297457756 14009532 n 1 Foto Fofoca: Enfermeira presa em Pedrinhas é chegada de Roseana e Ricardo Murad
Presa na manhã desta quinta-feira (17), a enfermeira Gisele Pacheco, que trabalhava no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, foi flagrada entrando com quatro celulares, chips e carregadores, no Presídio Feminino.
A enfermeira é “chegada” da governadora Roseana Sarney e do secretário interino de Segurança Pública do Estado, Ricardo Murad. Ela também é nora do ex-comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Franklin Pacheco.
Veja o flagra abaixo, que por muito pouco não caracterizou o crime de formação de quadrilha:

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Missa do Lava pés na Quinta-Feira Santa





Com a missa vespertina da Ceia do Senhor, iniciamos o Tríduo Sagrado que nos introduz na dinâmica do mistério pascal de Cristo: a passagem da morte para a vida gloriosa do Ressuscitado.
Na primeira leitura tirada do livro do Êxodo, o texto descreve como os judeus celebram a sua páscoa, cada ano, para fazer memória da sua libertação do Egito. A Páscoa para os judeus é memória da passagem de Javé que livra as casas dos israelitas da morte dos primogênitos e da passagem do Mar Vermelho, rumo à terra prometida.
Nós cristãos, celebramos também a nossa páscoa, a páscoa de Cristo, a sua passagem deste mundo ao Pai, através da morte na cruz, da sua ressurreição e glorificação à direita do Pai.
“Sabendo Jesus que chegava a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13,1).
Na ceia de Quinta-Feira Santa, Jesus antecipou a entrega de sua vida, livremente e por amor. Nessa ceia, com os seus apóstolos, Jesus tornou presente, sacramentalmente, nos sinais do pão e do vinho, sua oferta ao Pai pela salvação de todos nós. “Isto é o meu corpo, que será entregue por vós”. “Este é o meu sangue da nova aliança, que será derramado por vós, para a remissão dos pecados.” A morte de Jesus na cruz é o sinal do seu amor extremo para conosco.
Jesus instituiu a Eucaristia que é a atualização do seu sacrifício, memorial de sua morte e ressurreição. “Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha” (I Cor 11,26). É também a renovação da Ceia do Senhor na qual ele nos dá o seu Corpo e o seu Sangue como alimento de vida eterna.
A Eucaristia é também sacramento da presença real do Cristo ressuscitado entre nós, para ser visitado, adorado e glorificado por nós e ser levado aos enfermos e idosos impossibilitados de participar da celebração eucarística.
Na Quinta-Feira Santa, juntamente com a Eucaristia, Jesus instituiu o sacerdócio ministerial.
Ao dizer aos apóstolos: “Fazei isto em memória de mim”, Jesus quis ter a necessidade de homens que, consagrados pelo Espírito Santo, agissem em união íntima com a sua pessoa, para perpetuar, no tempo e no espaço o memorial de nossa redenção e para distribuir aos que se aproximassem da mesa do Senhor, o alimento da verdadeira vida.
Hoje é um dia especial não só para agradecer o tesouro da Eucaristia, fonte e cume da vida cristã, mas também para tomar consciência da importância dos presbíteros na Igreja e do seu vínculo com o sacramento eucarístico.
“Dom e mistério é o sacramento do altar, dom e mistério é também o sacerdócio, tendo surgido os dois, a eucaristia e o sacerdócio, do Coração de Cristo durante a Última Ceia” (João Paulo II)
O gesto de Jesus de lavar os pés dos discípulos durante a Última Ceia narrado por São João, define toda a vida de Jesus: doação de toda a sua existência para a libertação do homem do pecado e do mal. Lavar os pés de alguém era, na antiguidade, uma tarefa própria de escravos. Jesus faz-se escravo e lava os pés dos seus discípulos. A cena do Lava-pés, ao lado da cruz, expressa o cume da doação de si mesmo que Jesus faz à humanidade na Eucaristia. Ao substituir a narração da Eucaristia pelo lava-pés, São João mostra-nos que a Eucaristia ao nos unir a Cristo, deve levar-nos também a solidariedade com os nossos irmãos. Comungar o Cristo, é comungar com o irmão. A cena do lava-pés que vamos rememorar daqui a pouco não pode reduzir-se a uma representação sentimental do gesto de Jesus, mas deve expressar o nosso propósito de traduzir esse gesto de Jesus em atos de amor e de serviço aos nossos irmãos na nossa vida cotidiana.
É impossível separar a Eucaristia do amor fraterno. A entrega total de Cristo na Última Ceia pede de todo discípulo seu que se coloque a serviço do irmão mais necessitado. “Se eu, Senhor e mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa que eu fiz” (Jo 13, 13-15). Lavar os pés uns dos outros significa fazer o bem aos outros, particularmente, aos mais necessitados. O Senhor Jesus nos convida a aprender dele a humildade e a coragem de retribuir sempre com a bondade e o perdão os que nos ofendem. Jesus manso e humilde de coração fazei nosso coração semelhante ao vosso.
Texto do Blog da Diocese de Guarulhos





















Imagens da Missa de hoje na Igreja Matriz em Tuntum

Mortes em Pedrinhas confirmam absoluto descontrole da Segurança Pública, diz Othelino Neto

Do Maranhão da Gente

othelino deputado Mortes em Pedrinhas confirmam absoluto descontrole da Segurança Pública, diz Othelino NetoO deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) disse, em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (16/abr), que as últimas mortes de presos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas só confirmam o absoluto descontrole do Sistema Penitenciário do Maranhão, que está em crise permanente.
“Não se vê uma luz no fim do túnel. Não se vê a governadora Roseana Sarney se posicionar. Quando falou do assunto, ela perdeu a oportunidade de ficar calada, porque disse que preferiu investir em outras áreas”, afirmou o parlamentar.
Segundo Othelino Neto, o Maranhão continua sendo notícia nacional, quase todos os dias, nos grandes jornais do país com as mortes na Penitenciária de Pedrinhas. “Isso não pode ser considerado normal. O que está acontecendo no Estado é que o governo está tentando fazer com que isso pareça normal. Nos últimos quatro dias, foram três assassinatos e o governo parece que quer deixar isso virar rotina. Isso não é rotina. O governo precisa ter controle do Sistema Penitenciário”, disse o deputado.
CAOS NA SEGURANÇA 
pedrinnhas policiais Mortes em Pedrinhas confirmam absoluto descontrole da Segurança Pública, diz Othelino Neto
De acordo com o deputado do PCdoB, o problema não é só a grave crise do Sistema Prisional é o caos no Sistema de Segurança Pública do Estado. O parlamentar lembrou que representantes dos sindicatos dos policiais militares e dos bombeiros assinaram um acordo, ao final da greve passada, e o governo do Estado se comprometeu, no prazo de 10 dias, encaminhar para a Assembleia Legislativa uma Medida Provisória, garantindo os benefícios às categorias, o que, até agora, não foi feito.
Othelino disse ainda que o governo do Estado se comprometeu em suspender as sanções administrativas àqueles que foram considerados líderes do movimento, como o sargento Leite e ao cabo Campos, mas, até agora, nada foi feito.
“O que se sabe e o que está acontecendo é que o Leite continua preso lá em Timon, inclusive será transferido nos próximos dias para São Luís, onde deverá ser ouvido por uma comissão disciplinar da Polícia Militar. A informação que temos é que será trazido algemado para ser constrangido e servir de exemplo para o resto da corporação”, denunciou o deputado.
Segundo ainda Othelino Neto, os policiais militares avisaram que não querem retornar à greve, mas se o governo do Estado insistir e não cumprir o combinado, o movimento grevista será obrigado a voltar. “Isso não é bom para a polícia, para o governo e para a sociedade maranhense. Então fica este apelo ao governo do Estado para que cumpra com o seu compromisso a fim de evitar um transtorno maior”, finalizou.

Sobe para 12 o número de mortes em prisões do MA; deputado pede nova intervenção

Do Blog Marrapá

mortes rebeliao complexo penitenciario pedrinhas 450x304 Sobe para 12 o número de mortes em prisões do MA; deputado pede nova intervenção
Um preso foi encontrado enforcado na cela 2 do pavilhão externo da unidade da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) do Anil, em São Luís, na manhã desta quinta-feira (17). O detento foi identificado como Laurêncio Silva, de 25 anos. Ele chegou ontem à unidade, encaminhado do Centro de Triagem de Pedrinhas.
Com mais essa morte, sobe para 12 o número de mortes em unidades prisionais do Maranhão em 2014. Do total, três mortes aconteceram em unidades prisionais no interior e nove na Região Metropolitana de São Luís, sendo sete no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e duas na CCPJ do Anil.
Nesta quarta-feira (16), o deputado federal Simplício Araújo (SDD-MA) protocolou um novo pedido de intervenção federal na segurança pública do Maranhão. Para o parlamentar, a má gestão do governo estadual aliada à complacência do governo federal agravam a situação em Pedrinhas.

Prefeitura de Tuntum entrega livros a alunos da rede publica municipal




Foram entregues cerca de 9.000(nove mil) livros de Educação Infantil, Artes e Ensino Religioso, adquiridos pelo prefeito Tema, aos alunos da Educação infantil e de 1º ao 5º Ano da rede municipal. A compra dos livros foi com os recursos do FUNDEB. Vale ressaltar que os livros adquiridos não são contemplados pelo PNLD (Programa Nacional de Livro Didático), ou seja, não são enviados pelo Governo, portanto, estão sendo adquiridos com recursos do FUNDEB.
A aquisição destes livros vai contribuir e muito para a aprendizagem e o desenvolvimento dos alunos, visto que os livros são fundamentais para o acompanhamento dos conteúdos que são planejados para os alunos durante o ano letivo. Os livros já estão sendo distribuídos nas escolas municipais.



CPI da Petrobras pode investigar refinaria inacabada de Bacabeira

Do Blog do Raimundo Garrone

refinaria-premium-3
O deputado federal Domingos Dutra (SDD/MA), quer que as investigações da CPI da Petrobras sejam estendidas à Refinaria Premium, no município de Bacabeira, no Maranhão. Segundo o parlamentar, o projeto também pertence à estatal, e mesmo com as obras inacabadas já foram gastos quase R$ 2 bilhões.
A obra foi anunciada durante a presidência de Luiz Inácio Lula da Silva, e chegou a ter cerimônia de lançamento com a presença de Roseana Sarney, à véspera da eleição de 2010. A refinaria de Bacabeira, junto com a promessa de entrega dos 72 hospitais, foi o mote das promessas da governadora para se reeleger. Mas, em 2012, a Petrobras colocou o projeto na geladeira para revisão.
“Eu espero que além das investigações que tem sido ventilado pela imprensa, esta CPI chegue ao Maranhão. Em 2010 o Presidente Lula, o Sr. José Sarney, o Ministro Edison Lobão e a Governadora do Estado fizeram a maior propaganda no período eleitoral da Refinaria Premium. O programa eleitoral da Sra. Roseana Sarney foi basicamente em cima da propaganda de que  em 2014 a refinaria iria jorrar gasolina e derivados para todo o Brasil e para o mundo”, adiantou o deputado, que prosseguiu.
“Ganharam as eleições em cima dessa fraude, gastaram quase de 2 bilhões de reais só na terraplanagem; e hoje, onde estaria funcionando a refinaria, só tem tiririca, fedegoso, unha de gato e mata-pasto. E dizem que tem muita gente importante envolvida nesse desvio de dinheiro da refinaria de Bacabeira, porque todas as pedras, todos os materiais utilizados nessa fase da terraplanagem, pertencem a figuras políticas do Estado do Maranhão”,  acrescentou indignado o deputado Dutra, em discurso proferido hoje (16.04), no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília.
As obras de terraplanagem da área definida pela Petrobras para instalar a refinaria custaram R$ 789 milhões a mais do que o previsto no contrato inicial – que era de R$ 711 milhões –, assinado em 14 de julho de 2010 entre a estatal e o consórcio GSF (Queiroz Galvão, Serveng e Fidens), vencedor da licitação para tocar os serviços. O valor gasto na terraplanagem foi de R$ 1,5 bilhão – mais do que o dobro do previsto inicialmente.
O custo total previsto para a construção da refinaria no Estado do Maranhão é de R$ 20 bilhões, mas com os chamados termos contratuais aditivos, a obra deve dobrar de preço, como aconteceu nos serviços de terraplanagem.

De olho em Grajaú

Blog do Carlos Leen

Atalanta Futebol Clube de Tuntum

Matões Notícias

BLOG DO CESAR BELLO