Pages

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Roberto Rocha lidera com folga pesquisa para Senado


O pré-candidato ao Senado Roberto Rocha (PSB), lidera a pesquisa para o Senado, dê acordo pesquisa da Data M, divulgada hoje (24) na Rádio Capital,
Roberto Rocha lidera com 32,8%, contra 21,2% de Gastão Vieira do PMDB, e 12,9% registrados para Haroldo Sabóia (PSOL). Brancos de nulos tiveram 17,8% e indecisos 33%.
Se o candidato da família Sarney for deputado estadual Arnaldo Melo também do PMDB, Roberto Rocha sobe para 36,3%, com Sabóia em segundo com 17,3% e Arnaldo Melo com 6,3%.  
Num total de 22,7% dos entrevistados disseram que votariam em branco ou anulariam seu voto; enquanto 17,3% estão indecisos.

A pesquisa Data M foi registrada no TRE-MA (número 6/2014) e foi realizada entre os dias 19 e 22 de abril.

Felipão adianta 8 nomes da lista de convocados

Do Jornal Pequeno

A lista final dos 23 jogadores convocados para a Copa do Mundo de 2014 só será divulgada no dia 7 de maio, no Rio de Janeiro. Mas, aos poucos, o técnico da Seleção, Luiz Felipe Scolari, vai revelando os seus escolhidos. Nesta quinta-feira, em palestra na Universidade São Judas, em São Paulo, ele confirmou Julio César (reafirmado), David Luiz, Ramires, Willian, Oscar, Paulinho, Thiago Silva e Fred.
felipao_scolari_ae_alevianna_690Felipão entrega oito nomes da lista de convocados para a Copa (Foto: Ale Vianna/Agência Estado)
O tema da pergunta ao treinador era sobre quem seriam os possíveis capitães do time durante o Mundial (ele havia lembrado durante sua fala que, em 2002, na campanha do pentacampeonato, tinha cinco jogadores de mais confiança no elenco). Ao responder, ele começou a listar os atletas e chegou a parar quando percebeu que estava adiantando os convocados.
- Já foram escolhidos o David Luiz (pausa)… então ele já deve estar convocado, né!? Vamos lá, então: até a data da convocação final, os meus capitães são Thiago Silva, David Luiz, Julio César e Fred. Esses foram os que conversei de maneira mais forte durante as partidas que já fizemos – declarou o técnico – em 2002, Cafu, Roberto Carlos, Rivaldo, Ronaldo e Roque Júnior eram os homens de confiança do treinador (o lateral-direito ficou com a tarja de capitão).
Durante a palestra, Felipão já tinha confirmado outros quatro jogadores: Oscar, Ramires e Willian, do Chelsea, e Paulinho, do Tottenham. O técnico esteve com esse grupo em Londres, recentemente, e avisou a eles sobre a convocação.
- Conversei com cinco jogadores em Londres e passei confiança para eles. Falei: “Vocês estão no meu grupo” – disse Felipão, referindo-se aos quatro e mais David Luiz.
Sobre o restante da lista, o pentacampeão diz não ter dúvidas, mas preferiu não adiantar mais nada.
- Não tenho dúvida nenhuma, mas vou esperar os campeonatos que estão sendo disputados terminarem. De um dia para o outro, podemos ter problema. Vejam só o Henrique (zagueiro do Napoli) que bateu o carro. Não sabemos o que vai acontecer. É importante dizer que nem o (Flávio) Murtosa (auxiliar-técnico), nem o (Carlos Alberto) Parreira (coordenador), nem o presidente (da CBF, José Maria Marin) e nem a minha mulher sabem a lista. Mas não vai haver grandes novidades – completou.
Neymar: “Zero preocupação”  
Felipão ainda falou depois da palestra para os estudantes de psicologia (era um evento sobre a ação dos psicólogos no futebol) sobre a situação de Neymar. Apesar da má fase do Barcelona e da lesão que o atacante sofreu, o treinador deixou claro que vê o craque da Seleção muito tranquilo.
- Se vocês forem a Barcelona, vão ver que o Neymar está muito tranquilo. O time dele é que não está bem. E o Neymar faz parte de um grupo. Ele vai ser recebido nas Seleção da mesma maneira como sempre foi e vai se adaptar ao nosso estilo de jogo, que é diferente do Barcelona. E o Neymar, para se integrar, não precisa de nada. Tenho zero preocupação com ele – finalizou o comandante.
A preparação da seleção brasileira para a Copa do Mundo começa no dia 26 de maio, em Teresópolis. E a estreia no Mundial será dia 12 de junho, contra a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo. Antes disso, o time tem dois amistosos: no dia 3 de junho, contra o Panamá, em Goiânia, e 6 de junho, com a Sérvia, no Morumbi.

Flávio Dino tem 62,5% contra 12,2% de Edinho Lobão, diz pesquisa


Do Blog do John Cutrim




gráfico pesquisa blog John Cutrim (1)
Jornal Pequeno/Blog John Cutrim – No cenário mais provável para as eleições de outubro, o pré-candidato oposicionista Flávio Dino (PCdoB) continua na liderança e alcança 62,5% das intenções de votos, seguido de longe pelo pré-candidato do grupo Sarney, Edson Lobão Filho (PMDB) que aparece com 12,2%. Marcos Silva (PSTU) tem 3,3% e Pedrosa (PSol) 2,3%.
De acordo com a pesquisa, 11,6% dos entrevistados responderam que não votariam em nenhum, branco ou nulo; e 8,2% disseram não saber ou não quiseram responder. A pesquisa Data M está registrada no TRE/MA sob protocolo 6/2014 e foi realizada entre os dias 19 e 22 deste mês.
Esta é a primeira pesquisa que avalia o novo cenário da eleição após a desistência de Luís Fernando Silva (PMDB), que havia sido escolhido como pré-candidato apoiado pelo grupo Sarney desde 2013. Com a pré-candidatura de Edinho Lobão, o novo cenário mostra que o pré-candidato da oposição, Flávio Dino, ampliou a vantagem que vem mantendo nas intenções de voto.
Na pesquisa espontânea, aquela em que o nome dos candidatos não é mostrado aos entrevistados, Flávio Dino lidera com 33,2%. Em segundo aparece o nome da governadora Roseana Sarney, que não será candidata, com 4,1%, e em seguida Edinho Lobão com 3,3%. 48,8% disse não saber em quem votar.
gráfico blog John Cutrim (2)
Rejeição – A pesquisa DataM verificou também a rejeição dos pré-candidatos a governador. Quando os entrevistados eram perguntados em quem não votariam de jeito nenhum, 35,5% responderam que não votariam em Edson Lobão Filho, seguido de João Alberto (17,2%), Luís Pedrosa (14,5%), Flávio Dino (10,5%) e Marcos Silva (7,7%). Não votaria em nenhum reúne 6,8% dos entrevistados e não sabe/não respondeu, 7,6%.
O instituto DataM ouviu 1500 eleitores em todas as regiões do Maranhão e possui margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
Senado – O Instituto também fez pesquisa sobre a disputa pelo Senado. Os dados estarão na edição do JP de amanhã.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Flavio Dino lança 53 proposta por um "Maranhão de Todos Nós"

Diálogos Pelo Maranhão


Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (23), o pré-candidato a governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB) apresentou 53 Propostas para umMaranhão com Desenvolvimento e Justiça Social. As diretrizes destacam ações nas áreas da Saúde, Educação, Saneamento, Segurança e Moradia. Mais Médicos Maranhão, rede estadual de ensino profissionalizante, Pacto pela Vida, Minha Casa Meu Maranhão e Água para Todos são alguns dos programas propostos a partir do Diálogos pelo Maranhão.
Na área da Educação, o programa discute a criação de universidades estaduais regionalizadas, com ampliação do número de vagas, orçamento próprio e autonomia administrativa. O investimento em educação profissional também está entre as prioridades do programa, que vai atuar em articulação com as unidades do Instituto Federal (IFMA) e do Sistema S, hoje em funcionamento em todas as regiões do Estado.
Flávio Dino defende o cumprimento do direito a uma saúde digna a todos os maranhenses. Ele destaca que hoje o Maranhão possui o menor número de médicos por habitante e o menor investimento proporcional em atenção básica do Brasil. A melhoria da oferta dos serviços de saúde perpassa o acesso à água, saneamento e habitação do Brasil.
Para isso, defende o “Água para Todos” e o “Mais Médicos Maranhão. O primeiro é uma garantia de água e banheiro na casa de todos os maranhenses. O Atlas do Desenvolvimento Humano 2013 (PNUD e IPEA) aponta que somente metade da população maranhense vive em casas com água encanada e banheiro. Para os municípios não atendidos pela CAEMA, serão feitos convênios com o governo do estado.
Já o “Mais Médicos Maranhão” vem com a finalidade de combater o déficit de profissionais no Estado, pior relação do país, com 0,7 médicos para cada 1.000 habitantes. A ideia é complementar o programa nacional com a articulação e parceria com a Universidade Federal do Maranhão, criar mais um curso de Medicina na Universidade Estadual do Maranhão, em região não atendida pelos cursos existentes e; implantar carreira de Estado para os médicos, similar a dos juízes, garantindo presença de profissionais em todas as regiões, estabilidade, remuneração adequada e promoções por mérito.
Para estabelecer um novo modelo de governança da segurança pública no Estado com instituição de metas para redução de crimes, Dino defende o “Pacto Pela Vida”. A proposta é de articular as políticas de prevenção e repressão ao crime, numa ação conjunta entre governo e comunidade, envolvendo o Poder Judiciário, o Ministério Público, a Defensoria Pública, a Assembleia Legislativa, os municípios e a União.
O direito à moradia será assegurado através do “Minha Casa, Meu Maranhão”, em parceria com o Governo Federal para construção de casas, com a meta de reformar ou construir 200 mil unidades habitacionais no Maranhão.
Para diminuir as desigualdades sociais no Maranhão, Flávio defende uma política moderna e transformadora. Ele destaca as condições do estado, com recursos naturais, posicionamento geográfico estratégico, múltiplas vocações econômicas, energia, água abundante, terras férteis, belas paisagens, enorme potencial turístico e diversidade cultural.
Para isso, a proposta de governo traz a reestruturação de todo o sistema administrativo de apoio e assistência técnica à agricultura familiar, com destaque à Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão – AGERP e ao ITERMA. O quadro técnico desses órgãos será ampliado e incentivado. Esses órgãos passarão a ser vinculados à Secretaria da Agricultura Familiar, que será criada e terá orçamento crescente ano a ano, de acordo com o crescimento da produção do setor.
Também para investir no desenvolvimento econômico do estado, Flávio defende a ampliação do benefício fiscal de dispensa parcial do pagamento do saldo devedor do ICMS para até 95%, nos casos de indústrias classificadas como de alta relevância para o desenvolvimento do Maranhão (por exemplo, agroindústrias) ou estabelecidas em municípios com baixo IDH. 
Como política de governo, a Proposta por um Maranhão de Todos Nós defende a criação da Secretaria de Transparência e Combate à Corrupção, com remanejamento de cargos do Gabinete do Governador e da Casa Civil.  A Secretaria irá realizar o controle interno da administração, garantir o cumprimento da Lei de Acesso à Informação, apurar denúncias contra áreas do governo e fiscalizar a execução das despesas públicas, inclusive as realizadas mediante convênios. Além disso, sob a coordenação da Secretaria de Planejamento, um sistema de metas de desempenho para todas as áreas de governo. As metas serão públicas e fiscalizadas pela sociedade.

Castelo não disputará o Senado coisa nenhuma

Blog do Djalma Rodrigues

castelo
A ofensiva de oposição a Flávio Dino tenta, de todas as formas disseminar a discórdia no grupo. Uma hora com o PDT, tentando afastar o partido, caso os pedetistas não fiquem com a vice-governadoria, e outra hora, tentando botar minhoca na cabeça de Roberto Rocha, pré-candidato ao Senado desde o início da jornada oposicionista. Decidiram agora espalhar aos quatro cantos, que o tucano João Castelo é candidato ao Senado e que jamais subiria no mesmo palanque de Flávio Dino. Castelo não será candidato pelos motivos que aponto a seguir.
Político experiente, Castelo, aos 77 anos, prioriza agora a reeleição da filha, a deputada estadual Gardênia Castelo. Subirá sim, no palanque de Flávio Dino. Foram adversários no passado. O cenário agora é outro. Essa história de que são tipo água e óleo, porque Flávio perdeu uma Castelo para a Prefeitura e ganhou outra, com Edivaldo Holanda Júnior, não tem sentido em política.
João Castelo foi derrotado duas vezes seguida por Jackson Lago para a Prefeitura de São Luís. Em 2006, esteve ao lado de Jackson, sendo candidato ao Senado. Levou a filha como candidata a deputada. Os dois perderam, porque muitos candidatos e deputado da coligação as afastaram de Castelo, sabendo que ele iria priorizar pedidos de votos para a filha.
Em 1986, Castelo foi derrotado por Epitácio Cafeteira para o governo. Os dois estiveram juntos em pelo menos duas jornadas posteriormente. Quem não entende de política, acha que uma disputa pode colocar políticos é como inimigos e não como adversários. O mesmo Cafeteira que passou décadas chamando Sarney de ladrão, é hoje aliado dele de “primeira hora”.
Digo sem medo de errar: Castelo vai disputar uma vaga de deputado federal, pedindo votos para Flávio Dino e o PSDB indicará o candidato a vice de Flávio. O PDT continuará no grupo, mesmo se não indicar o vice de Dino.

Tema cada vez mais envolvido na luta da oposição.

Tema com Flavio Dino, Marcelo Tavares e políticos de Fernando Falcão
O prefeito Tema (PSB) de Tuntum tem sido um dos grandes colaboradores do pré-candidato Flavio Dino ao governo do estado.
Nos últimos dias Tema tem procurado Flavio Dino, para levar novos aliados políticos que querem compor a oposição e lutar juntos pela mudança do Maranhão.

Além de ser um grande conhecedor da politica no estado, Tema tem uma boa intimidade com prefeitos e ex-prefeitos, pois foi presidente da FAMEM por dois mandatos, do inicio de 2004 ao fim de 2008.
Hoje Tema esta no seu quarto mandato como prefeito de Tuntum, onde acumulou uma grande experiência, que está ajudando e muito à oposição, principalmente no interior do estado.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Escola Centro Educacional Millenium é o mais novo parceiro do Blog Tuntum News.


Sempre procurando levar o melhor aos nossos leitores e parceiros o Blog Tuntum News fechou uma parceria com a Escola Centro Educacional Millenium. 

De olho em Grajaú

Blog do Carlos Leen

Atalanta Futebol Clube de Tuntum

Matões Notícias

BLOG DO CESAR BELLO