quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Parlamentares destacam participação recorde de municípios no JEMs 2015


Os Jogos Escolares Maranhenses (JEMs), que tiveram início na última terça-feira (04), foram enaltecidos pelos deputados estaduais na sessão desta quinta-feira (6) na Assembleia Legislativa. Os parlamentares Marco Aurélio (PCdoB), Roberto Costa (PMDB) e Glaubert Cutrim (PRB) destacaram a abertura da 43ª edição dos Jogos, que este ano conta com recorde de municípios participantes e uma série de novidades que irão beneficiar os estudantes-atletas.

Em discurso na tribuna, o deputado Marco Aurélio ressaltou que o Governo Flávio Dino vem implementando ações sistemáticas e integradas que beneficiam diretamente a juventude maranhense, entre elas o JEMs. Para o parlamentar essa iniciativa oportunizará experiências únicas na vida dos estudantes de 96 municípios maranhenses, número 50% maior em relação ao ano passado, quando 64 cidades participaram dos Jogos.

Marco Aurélio enfatizou a participação inédita de 23 municípios nesta edição, além de 11 das 30 cidades que possuem o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). “Quero destacar o acolhimento por parte do Governo do Estado, que não só traz os estudantes para cá, mas também oferece todas as condições, seja de instalação, seja de alimentação, pois, pela primeira vez no JEMs, três refeições estão sendo garantidas para esses estudantes”, discursou o parlamentar.

O deputado Roberto Costa destacou o trabalho desenvolvido pelo secretário de Estado de Esporte e Lazer, Márcio Jardim, desde as etapas municipais e regionais do JEMs, e também agora na final. “O secretário Márcio Jardim tem conseguido fazer um grande trabalho. E com isso quem ganha é o povo do Maranhão, quem ganha é a nossa juventude, quem ganha são as nossas crianças, porque o fortalecimento dos JEMs é o fortalecimento do esporte no nosso Estado”, realçou Costa.

Para o deputado Glaubert Cutrim, a 43ª edição dos JEMs merece destaque pelo aumento expressivo no número de municípios participantes. “Sei que esse trabalho foi feito de forma gradativa, e a inclusão desses municípios de IDH bem baixo nos traz a felicidade de hoje poder comemorar junto com
eles e de saber que esse meio de inclusão social é um dos mais acertados”, ressaltou.

Um comentário:

Anônimo disse...

Jogos não enchem barriga de ninguém, PJ. O povo tá é com fome. A crise tá braba e os caras ficam gastando dinheiro com essas besteiras.

.

.