quinta-feira, 17 de março de 2016

Governador autoriza início de obras de habitação, saneamento e urbanização em 12 cidades


O governador Flávio Dino e a secretária de Estado das Cidades (Secid), Flávia Alexandrina, assinaram ordens de serviço de obras de habitação, saneamento e urbanização em 12 cidades maranhenses. O evento, realizado nesta quinta-feira (17), no Palácio dos Leões, reuniu prefeitos, vereadores e beneficiários dos municípios que receberão os investimentos.

As obras preveem, em São Luís, a urbanização das ruas Vila Gorete e Veleiros e a construção do conselho tutelar no bairro da Camboa; a construção da Praça Negro Cosme, do Centro de Iniciação ao Trabalho e do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) no bairro Fé em Deus. Em São José de Ribamar, os serviços são para a construção do Centro Comercial no Residencial Ribeira; e pavimentação, drenagem e construção de tratamento de esgotos no Residencial Nova Miritiua.

Na ocasião, o governador Flávio Dino também autorizou a construção de mil unidades habitacionais rurais do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, como parte do Plano de Ações ‘Mais IDH’, nos municípios de Afonso Cunha, Amapá do Maranhão, Cajari, Marajá do Sena, Newton Belo, Santana do Maranhão, Santa Filomena, São João do Sóter e Serrano do Maranhão.

“Nós teremos a construção de casas em povoados e comunidades rurais, inicialmente, em 10 municípios do ‘Mais IDH’, mas chegaremos aos 30. São intervenções do Governo do Estado ajudando a melhorar a vida das pessoas. Da porta da rua para dentro, mediante a política habitacional, e da porta da rua para fora, mediante o provimento de serviços públicos e intervenções urbanas”, reiterou Flávio Dino.

De acordo com o governador Flávio Dino, serão investidos R$ 53 milhões, em recursos estaduais e federais, para 17 intervenções urbanas realizadas pela Secid em 12 municípios. “São investimentos importantes nesse momento de crise econômica para a preservação de emprego e trabalho, além de serem intervenções que vão melhorar a vida urbana de várias comunidades”, explicou.

A secretária de Estado das Cidades (Secid), Flávia Alexandrina, relata que o Governo do Estado não tem medido esforços para resolver o déficit habitacional histórico que o estado ostenta. “Nenhum estado tem um déficit habitacional tão grande quanto o Maranhão, daí a decisão do governador Flávio Dino em atuar no ‘Mais IDH’ com a política habitacional e inicialmente na zona rural. Nós temos uma relação de 51% de déficit urbano e 49% de déficit rural”, relatou a secretária.

Para o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, o Governo do Estado tem cumprido papel fundamental de apoio aos municípios, mesmo no momento de certa instabilidade econômica que o país passa, investindo em moradia e na qualidade de vida dos maranhenses.

“Nós percebemos aqui, claramente, o esforço que o Governo está fazendo em prol do desenvolvimento do Maranhão, em melhorar os índices sociais e econômicos e percebemos com coisas concretas. Já avançamos muito”, defendeu Gil. O presidente da Famem também completou: “O Governo do Estado tem dado incondicional apoio aos municípios, a prova disso são os municípios que foram contemplados pelo Plano ‘Mais IDH’, isso demonstra uma sensibilidade e coerência administrativa do Governo do Estado em fazer com que a desigualdade seja dissipada”.

Nenhum comentário:

.

.