sexta-feira, 29 de abril de 2016

Luizinho Barros, o homem do povo de São Bento


Na ultima semana o líder politico da cidade de São Bento, Luizinho Barros foi vitima de um equivoco que provocou desconforto para amigos e correligionários. Luizinho foi à justiça e prestou todos os esclarecimentos em relação à operação que investiga desvios de recursos do INSS, sendo liberado, em seguida e mesmo depois de todos os evolvidos, em seus depoimentos serem categóricos em dizer que Luizinho Barros não tinha nenhum envolvimento no esquema, o que garante que nada tem a ver com o caso,  no mesmo dia o TCE do Maranhão aprovou prestações de contas referente a gestão de Luizinho em São Bento.
Hoje Luizinho é favorito na corrida pela prefeitura da cidade de São Bento e isso tem gerado perseguição dos seus adversários que tentam de todas as formas desqualificar sua pré-candidatura e manchar seu nome com noticias falsas, semeando boatos mentirosos sobre o caso em questão.
Na mesma oportunidade, do contrario do que foi noticiado pela imprensa, Luizinho Barros pediu para sair do seu cargo no governo do estado do Maranhão para assim poder ter seu direito de defesa melhor exercido, além do quê a sua desincompatibilização do cargo é necessária para concorrer nas eleições de 2016.  Alguns boatos maldosos têm sido divulgados pela imprensa de quê o PC do B teria expulsado Luizinho Barros da sigla, informação totalmente mentirosa, Luizinho permanece devidamente filiado e concorrerá às eleições municipais de São Bento pelo PCdoB.


A festa realizada pelo povo sãobentuense reuniu uma multidão para recepcionar Luizinho de volta a cidade mostrou que a população confia na postura de um dos melhores prefeitos que São Bento já teve e que até hoje trabalha pelo seu povo.

Entenda o Caso:
Luizinho Barros foi acusado injustamente de compor um esquema montado por contadores, advogados, chefes de cartórios e um funcionário da prefeitura com a finalidade de fraudar a Previdência Social, prestando todos os esclarecimentos e todos os verdadeiros envolvidos afirmaram que Luizinho não tinha participação no caso.
O esquema começava nos cartórios da região que criavam certidões de nascimento falsas, que geravam um individuo que não existia, esse individuo passava a ter, todos os documentos com RG, CPF e ate casavam-se com outras outros individuas também criados no esquema, essas pessoas através de contratos fraudados e por meio de um funcionário da prefeitura de São Bento responsável por alimentar a relação GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social), esses nomes não estavam inseridos na folha de pagamento da prefeitura, pois correspondia aos pagamentos de altos salários entre 5 e 6 mil reais, uma vez que na época os maiores salários da administração publica era de 4.800 reais para secretários e 6 mil para o vice-prefeito, o esquema era montado sem o conhecimento do prefeito Luizinho Barros.
Mais de 11 beneficiários ou seja, mais de 11 indivíduos que só existiam no papel lucraram de forma indevida nesse esquema, e os reais envolvidos estão sendo investigados pela policial federal e pela justiça por uma serie de crimes cometido, os verdadeiros chefes do esquema já foram identificados e por orientação da justiça e da própria policia não vamos divulgar os nomes para garantir o êxito da investigação e que toda a verdade seja esclarecida.

Nenhum comentário:

.

.