quinta-feira, 12 de maio de 2016

Dilma é afastada com 55 votos a favor e 22 contra.



Em uma sessão que durou quase 21 horas  plenário do Senado Federal aprovou às 6:34 horas da manhã de hoje (12) a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff por 55 votos a favor e 22 contra. Com a decisão, ela fica afastada do mandato por até 180 dias (6 meses).
O vice-presidente Michel Temer  assumi a presidência interinamente com o afastamento de Dilma.
Dilma Rousseff deverá ser oficialmente notificada ainda hoje (12) da decisão do afastamento. Agora, o Senado passará a colher provas, realizar perícias, ouvir testemunhas de acusação e defesa para instruir o processo e embasar a decisão final.
O julgamento será presidido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que também comandará a Comissão Processante do Senado. Este é o segundo processo de impeachment aprovado do Brasil, o primeiro foi em 1992 do ex-presidente Fernando Collo de Mello.
O impedimento definitivo da presidente depende do voto favorável de 54 (dois terços) dos 81 senadores, em julgamento que ainda não tem data para ocorrer.

Nenhum comentário:

.

.