terça-feira, 28 de junho de 2016

Nota do Secretário de Saúde de Tuntum Rawlley Tavares

De anteontem pra cá, tenho sofrido um massacre, seja virtual ou real, quase que ininterrupto. Entretanto, não busco vilanizar ou inocentar quem quer que seja. Até porque não existem culpados ou inocentes, mas, sim, cidadãos submersos em uma desagradável situação que, devido, principalmente, à agitação política, intensificou-se numa velocidade assustadora.
Confesso ter sido desatento e sequer percebi a armadilha na qual as palavras me colocaram, contudo, não se pode definir esse fato errôneo e isolado como uma característica minha e da gestão.
O meu trabalho à frente da Secretaria de Saúde tem sido pautado na integração, na eficiência e no respeito, portanto, capaz de provar, por si só, que toda essa repercussão negativa não corresponde à realidade. Procuro sempre ouvir as colocações, as sugestões e, sobretudo, os questionamentos acerca de melhorias; coisas que em nada se assemelham à ditadura.
Sou convicto de que o tamanho da humildade que o homem carrega dentro de si é o que o torna grande. Logo, não me sinto nem um pouco desconfortável ao me retratar publicamente. Aos funcionários e à população em geral, peço desculpas pelo tom arbitrário transmitido pelo comunicado em questão.
Buscar um maior comprometimento dos que compõem a SEMUS a fim de garantir a melhoria da qualidade de vida da nossa gente é a nossa marca. Finalizo, reiterando os meus sinceros pedidos de desculpas a todos.


                     Um fraterno abraço


                       Rawlley Tavares

Nenhum comentário:

.

.