segunda-feira, 11 de julho de 2016

Organização criminosa pode ter desviado mais de R$ 15 milhões da Prefeitura de Colinas.

Uma verdadeira organização criminosa está atuando na administração municipal de Colinas com a finalidade de desviar recursos públicos federais e estaduais, através de empresas de “fachada” contratadas pelo prefeito Antonio Carlos Oliveira.  No total, as duas empresas já receberam do Município mais de R$ 15 milhões.

A suspeita foi confirmada na sessão plenária da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (4), em um vídeo exibido pelo vereador Nonato dos Santos (PDT) que detalha todos os passos da quadrilha especializada em criar empresas “fantasmas” para executar serviços e obras para a Prefeitura Municipal. 

A atuação da organização criminosa que comanda duas empresas de fachada contratadas pela Prefeitura municipal  está sendo chamada de “Operação Casa de Taipa”. Já o vereador Osvaldo César Damasceno afirmou que as denúncias são muito graves e solicitou que seja iniciada a “Operação Lava Pato” para investigar todas as ações da quadrilha.

O vídeo apresentado pelo vereador Nonato contém o depoimento do carvoeiro Aluizo, que é proprietário da construtora L.A TERRAPLANAGEM E CONSTRUÇOES LTDA, mais que é considerado apenas um “laranja”, de acordo com levantamentos, a empresa já recebeu mais de R$ 7 milhões da Prefeitura. Para a empresa LF TRANSPORTES E CONSTRUÇOES  LTDA, também operada pela mesma quadrilha, a Prefeitura já pagou R$ 8 milhões e 600 mil.
Veja na planilha acima , o levantamento das duas empresas contratadas
pela prefeitura municipal.

Em depoimento gravado no vídeo, Aluízio, que mora em uma humilde casa de taipa, relata que foi procurado, em 2014, pelo dono da empresa LF LTDA, de nome Leonardo, que também é funcionário do Banco do Brasil, tendo este lhe convidado para abrir outra empresa para também executar obras e serviços para o município.

Aluizo confirmou que Leonardo garantiu que ele só precisava “emprestar o nome”, garantindo que toda a administração do serviço da nova empresa seria feita pelo próprio Leonardo e por outro homem apelidado de “Fala Fina”. Ele também garantiu que Aluizo receberia todo mês 1% do faturamento da L.A TERRAPLANAGEM E CONSTRUÇOES LTDA
Essa é a residência do carvoeiro Aluizo,o verdadeiro
dono da LA TERRAPLANAGEM.



Segundo  Aluizo , depois que entregou todos os documentos nunca mais teve notícias da tal empresa, e que até hoje não recebeu um só centavo deste faturamento que já ultrapassa a quantia de R$ 7 milhões.

Documentos do contrato social e CNPJ comprovam que Aluizo é realmente sócio-proprietário da empresa citada  e que a mesma tem vários contratos de obras e muito dinheiro ainda para receber da Prefeitura de Colinas.

Como mostra no contrato social  , Aluizo é de fato sócio da L.A TERRAPLANAGEM 


Dentre os contratos estão o de recolhimento de lixo da cidade e a locação de mão-de-obra para diversos serviços.  Aluzio afirmou que quando se dirigiu ao banco para solicitar um extrato da conta da empresa foi surpreendido por uma placa, na qual informa que no mesmo local em que está instalada provisoriamente a agência bancária também funciona a empresa L.A TERRAPLANAGEM E CONSTRUÇOES LTDA.

Do Blog Diário de Colinas

Nenhum comentário:

.

.