sábado, 15 de abril de 2017

Governador Flávio Dino vistoria obras da primeira unidade especializada em ortopedia e Casa de Apoio Ninar


O Governador Flávio Dino, acompanhando de secretários de estado e gestores, vistoriou, na manhã desta quinta-feira (13), as obras de ampliação e reforma do Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) e a Casa de Apoio Ninar. As duas novas unidades de saúde estão em fase adiantada das obras.

A primeira parada da vistoria foi no Hospital de Traumatologia Ortopédica do Maranhão, que irá funcionar na Rua Barão de Grajaú, no bairro Jardim Eldorado. Lá, o governador e sua equipe conheceram as instalações do HTO, que será a primeira unidade do Estado em referência em trauma e ortopedia. Mesmo na Quinta-feira Santa, os 30 profissionais que trabalham na reforma e ampliação do hospital seguiam suas atividades em ritmo acelerado para cumprir o prazo de entrega para o segundo semestre deste ano.


Com investimento de mais de R$ 1,5 milhão, a nova unidade vai contar com 44 leitos, 34 para atendimentos gerais e 10 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), três centros cirúrgicos, posto de enfermagem, sala de repouso, salas de curativo e alas especializadas no tratamento pediátrico e de idosos.

“Essa é uma grande conquista porque nós teremos, finalmente, um hospital realmente especializado em trauma e ortopedia para atender os pacientes da ilha, e também os pacientes oriundos da nossa rede no interior do estado. É uma unidade de alta complexidade para ajudar em cirurgias com foco em crianças e idosos. É um grande salto nessa área que é de enorme importância porque o Estado não tinha uma unidade especializada em ortopedia”, afirma o governador Flávio Dino.


Além de ser uma unidade especializada, o HTO também é uma grande conquista porque passa a receber os pacientes que antes eram tratados no Hospital do Câncer, dividindo as especialidades em uma só unidade de saúde.

“Essa também é uma grande vitória porque influi diretamente na especialização verdadeira do Hospital Geral, em tratamento de câncer. Hoje nós temos no antigo Hospital Geral casos de câncer e ortopedia e estamos trazendo a ortopedia para cá, tendo um hospital exclusivo para os casos de câncer e outro exclusivo para tratar ortopedia. Uma nova conquista também é a aquisição de um novo equipamento de radioterapia para o Hospital do Câncer, de modo que até o final do ano, teremos uma rede bem melhor, tanto para Traumatologia e Ortopedia como também para os casos de câncer”, completa o governador.


Quando estiver em pleno funcionamento, a estrutura do hospital vai permitir a realização de 400 cirurgias por mês em várias subespecialidades como cirurgia de mão, ombro, cotovelo, joelho, alongamento ósseo, microcirurgia e também tratamento na pediatria para deformidades congênitas.

“O HTO tem uma estrutura com tecnologia de ponta para oferecer aos maranhenses um atendimento especializado em ortopedia, oferecendo suporte para toda a rede estadual, municipal e também federal”, explica o médico ortopedista e diretor da unidade, Newton Gripp.

Casa de Apoio Ninar

O segundo ponto visitado nesta quinta-feira foi a Casa de Apoio Ninar, centro que vai acolher famílias que precisam permanecer em São Luís para realizar tratamento neurológico em crianças com microcefalia.

“Nós estamos na quinta-feira da semana com parte da equipe de Governo do Maranhão, com secretários e secretárias, visitando algumas obras que são muito importantes, obras que têm um significado social, prático e simbólico também. Uma dessas obras é a antiga casa de veraneio do Governo do Maranhão, que era palco de festas e banquetes, mas hoje está se tornando uma casa de apoio para famílias de crianças com problemas neurológicos, vindas do interior do Maranhão para fazer tratamento no centro especializado. O que era antes uma casa de poucos, será agora uma casa de todos e para todos”, explica o governador Flávio Dino.


A reforma para transformar o espaço na Casa de Apoio Ninar recebe um investimento de R$ 823.089,22. O local está sendo adaptado para acolher pais e crianças de outros municípios que não têm condições de se manter na capital durante a realização de tratamentos dos filhos com microcefalia.

“A casa está dividida em duas partes. Na área externa, onde eram realizadas as festas, agora será um espaço de recreação e interatividade entre as crianças, com a realização de atividades que incentivem o desenvolvimento de cada uma. Já na área interna, onde funcionava a residência, passa a ser uma casa de apoio para as mães e pais que vivem no interior do estado e não têm onde ficar durante o tratamento. Teremos capacidade para abrigar 11 adultos e 9 crianças por vez”, explica o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Durante a vistoria, a equipe constatou que a área interna da casa já recebeu todos os serviços de instalação elétrica, hidráulica e pintura. O forro foi revisado e recuperado e todas as estruturas de madeira receberam verniz transparente. A próxima etapa é a recuperação do piso com uma camada de resina e instalação de telas protetoras em todas as janelas dos quartos.
Na área externa, o ambiente em que antes funcionava o monitoramento eletrônico, dispensa e área de serviço foi adaptado e ampliado para receber oito novos consultórios com forro, piso e novas instalações elétricas.


A estrutura metálica da quadra está sendo recuperada para receber nova cobertura, o piso será nivelado em concreto com acabamento em pintura de alta qualidade. No muro, com vista para o mar, será instalado alambrado com 1,80 m² para garantir a segurança das crianças. Já a cozinha, copa e novo refeitório também passaram por recuperações no telhado, forro e instalações elétricas.

Nenhum comentário: